Certo

A Lei de Serviços Digitais (DSA) aplica-se ao seu negócio? As plataformas em linha têm obrigações adicionais


Lei de Serviços Digitais (DSA)

A Lei dos Serviços Digitais estabelece requisitos adicionais de transparência para as plataformas em linha. A definição de uma plataforma em linha ao abrigo do DSA pode aplicar-se à sua empresa. Como resultado, você pode ser obrigado a cumprir os requisitos adicionais de transparência do DSA. Continue a ler para saber se a sua empresa se enquadra nesta categoria e quais as medidas que pode tomar para se manter em conformidade.

Qual é o objetivo da Lei dos Serviços Digitais?

A Lei dos Serviços Digitais entrou em vigor em 25 de agosto de 2023 para as principais plataformas online e motores de pesquisa. A partir de 17 de fevereiro de 2024, o DSA é totalmente aplicável a outras plataformas online.

O DSA faz parte da agenda da Comissão Europeia «Uma Europa apta para a era digital», que visa regular as plataformas e os intermediários em linha, tal como referido no nosso post anterior. O seu objetivo é proteger os direitos fundamentais dos cidadãos da UE, criando simultaneamente um ambiente em linha seguro e transparente.

A quem se aplica o DSA?

O DSA coloca exigências diferentes aos diferentes intervenientes em linha, dependendo da sua função e dimensão, uma vez que estes fatores têm implicações diferentes para o ecossistema em linha. Também vale a pena notar que, como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), o DSA é baseado no Princípio do Mercado e, portanto, se aplica a todos os provedores de serviços de intermediação digital que atendem clientes na União Europeia (UE). Isto significa que o DSA também pode aplicar-se a empresas dos EUA. Assim, a DSA dividiu as plataformas em linha em quatro categorias principais:

1.Plataformas em linha e motores de pesquisa muito grandes

A Comissão define esta categoria como plataformas e motores de pesquisa com 45 milhões ou mais de visitantes por mês. A lista oficial do DSA pode ser encontrada aqui.

2. Plataformas em linha

A DSA define uma plataforma online como um serviço de alojamento que armazena e divulga informações ao público a pedido de um destinatário do serviço. Um site onde os usuários podem criar perfis de usuário ou interagir com outros usuários também é considerado uma plataforma on-line.

De acordo com a DSA, as seguintes categorias se enquadram no termo plataforma on-line:

  • Plataformas de Redes Sociais
  • Mercados em linha (lojas em linha, sítios de comércio eletrónico)
  • Sites de compartilhamento de conteúdo
  • Lojas de Aplicações
  • Sistemas de reservas online de alojamento e viagens
  • Plataformas de Economia Colaborativa

Nota: As micro e pequenas empresas, definidas como empresas com menos de 50 trabalhadores e um volume de negócios anual inferior a 10 milhões de euros, não são afetadas por este requisito. No entanto, todas as outras organizações que se enquadram na categoria de plataformas on-line devem atender aos requisitos do DSA.

3.Serviços de Alojamento
Isso inclui serviços que armazenam as informações do usuário em seu nome. Esta categoria inclui serviços de computação em nuvem, web, e-mail e hospedagem de servidores.

4.Serviços intermediários
Isso pode incluir provedores de acesso à Internet e registradores de nomes de domínio, bem como serviços de cache ou conduíte.

❗Observação importante: consentmanager fornecerá um novo recurso que permitirá que os usuários acessem diretamente as informações dos anunciantes simplesmente clicando em um ícone ao lado do anúncio. Isso permite que os usuários personalizem/desativem o anúncio imediatamente quando o veem.

Requisitos de transparência adicionais para as plataformas em linha

Além disso, as plataformas em linha estão sujeitas a obrigações e expectativas adicionais para assegurar uma maior transparência.

De acordo com o artigo 26.º «Publicidade em plataformas em linha» da DSA, são estabelecidos os seguintes requisitos:

1.Os prestadores de plataformas em linha que exibem anúncios publicitários devem assegurar que o utilizador final pode identificar de forma rápida, clara e inequívoca, em tempo real, os seguintes elementos para cada publicidade que lhe é mostrada:

a) informação sobre a finalidade do anúncio;
b) A pessoa ou entidade que exibe o anúncio;
c) A pessoa ou entidade que pagou o anúncio, se este for diferente da pessoa ou entidade referida na alínea b); e ainda
d) Informações que sejam significativas e facilmente acessíveis através de publicidade; Uma descrição dos principais critérios utilizados para determinar o público-alvo da publicidade e os meios pelos quais esses critérios podem ser modificados.

2. Os fornecedores de plataformas em linha devem permitir que as pessoas que utilizam os seus serviços indiquem se os conteúdos que oferecem são ou contêm comunicações comerciais.

3. Os fornecedores de plataformas em linha não devem exibir anúncios criados com base na definição de perfis a pessoas que utilizam os seus serviços.

O que pode fazer para cumprir a Lei dos Serviços Digitais

A DSA exige que os intermediários em linha forneçam informações claras e simples sobre os serviços que utilizam. Certifique-se de que revê cuidadosamente as suas práticas de privacidade e transparência. Certifique-se de obter todas as informações importantes de seus parceiros de publicidade para que você possa efetivamente disponibilizá-las para seus usuários. Nossa solução consentmanager pode ajudar seu site a cumprir e gerenciar os padrões de transparência exigidos pela DSA e pelas regulamentações de proteção de dados da UE, como o GDPR.

Não tem a certeza se a sua empresa está sujeita às disposições da Lei dos Serviços Digitais? Entre em contato com um de nossos especialistas agora!


Mais artigos

Novo

Newsletter 03/2024

NOVO: Ferramenta de denúncia Temos o prazer de anunciar o lançamento do nosso novo software de denúncias. O software foi desenvolvido para atender aos requisitos da Diretiva de Denúncias da UE. A partir de agora, nosso software oferece uma maneira simples e segura para seus funcionários relatarem preocupações. Os denunciantes podem enviar as suas denúncias […]
Vídeos

Webinar: Sem cookies = perdas de receita?

O mundo online está enfrentando grandes mudanças, especialmente para editores e anunciantes. No dia 11 de março, organizámos o webinar “Sem Cookies = Perdas de Receita” juntamente com a Refinery89.com para dar uma olhada no futuro. O webinar foi realizado em inglês. Foram debatidos os seguintes temas: Visão geral O webinar forneceu informações valiosas sobre […]